Clarice Lispector

Clarice Lispector

Seguidores

terça-feira, 27 de maio de 2008

Academia de Artes e Poéticas "Clarice Lispector"
















De A Paixão Segundo G.H., diz Clarice:
A linguagem é meu esforço humano. Por destino, tenho que ir buscar e por destino volto com as mãos vazias. Mas volto com o indizível. O indizível só me poderá ser dado através do fracasso de minha linguagem. Só quando falha a construção, é que obtenho o que ela não conseguiu. E é inútil procurar encontrar o caminho e querer começar já sabendo que a voz diz pouco, já começando por ser despessoal. Pois existe a trajetória, e a trajetória não é apenas um modo de ir. A trajetória somos nós mesmos. Em matéria de viver nunca se pode chegar antes. A via-crúcis não é um caminho, é a passagem única, não se chega senão através dela e com ela. A insistência é o nosso esforço, a desistência é o prêmio. A este só se chega quando se experimentou o prazer de construir e, apesar do gosto de poder, prefere-se a desistência. A desistência tem que ser uma escolha. Desistir é a escolha mais sagrada de uma vida. Desistir é o verdadeiro instante humano. E só esta é a glória própria de minha condição. A desistência é uma revelação.(...) Existir exige de mim o grande sacrifício de não ter força, desisto... Desisto, e para a minha pobreza humana, abre-se a única alegria que me é dado ter, a alegria humana. Sei disso e estremeço – viver me deixa tão impressionada. Viver me tira o sono.





































































Planeta Terra - maio de 2008 - séc.XXI

*Academia de Artes e Poéticas "Clarice Lispector"

A "Academia de Artes e Poéticas "Clarice Lispector" está em fase de organização. Contamos com sua presença que é um Convidado Especial do Artforum Mundi Planet. Serão convidados poetas, escritores, artistas e produtores culturais, especialmente os que já participam dos Grupos Artforum Mundi Planet, nos perfis -"Cidade Cultural" e "Mundo das Artes", que funcionam no Orkut. Em breve a ACADEMIA de Artes e Poéticas receberá seus primeiros convidados.

A Academia estará integrada ao site "Cidade Artes do Mundo" e demais espaços coordenados pelos Grupos Artforum Mundi, através de roteiros metodológicos, projetos e fóruns. Serão convidados poetas, escritores, artistas plásticos, designers, jornalistas e pensadores, para que esse espaço seja o início de um novo movimento cultural internacional.
.
Esse será também espaço especial de homenagem ao pensamento de Clarice Lispector, bem como será espaço-palco de justas homenagens aos grandes artistas, escritores, poetas e pintores que organizaram a Semana de Arte Moderna de 1920, bem como escritores, poetas e artistas contemporâneos que fazem da cultura brasileira um elo latino e internacional.

A ACADEMIA é um dos projetos especiais previstos no Plano do Artforum Mundi Planet, registrado no site "Cidade Artes do Mundo", neste mês de maio de 2008, início da organização do site, de blogs e outros sites relacionados com arte, literatura, cultura e ecologia humana, cujo setor é chamado de "Cidade dos Poetas e Escritores do Mundo".

A partir desse espaço, dos diálogos e novos projetos, estaremos divulgando poemas, arte e artigos de autores convidados, que também poderão participar das Antologias previstas em projetos já organizados pelo Artforum, os quais serão publicados e divulgados
Futuramente.

A primeira Antologia será "Cartas ao Futuro", escrita por mulheres contemporâneas. Essa foi uma das propostas apresentadas por Ana Felix Garjan, no "Fórum de Mulheres do Futuro"- do Artforum Mundi, em março de 2007. Propomos que os poemas e trabalhos artísticos dos convidados sejam divulgados através deste espaço especial que é a Academia de Artes e Poéticas Clarice Lispector, para que haja maior interação entre as diversas linguagens artísticas e literárias.

Este espaço-Academia possui conceitos, objetivos e roteiros metodológicos, a partir do encontro de concepções filosóficas e estéticas que estão expressas na arquitetura poética contida nas mais diversas linguagens literárias e artísticas éticas e contemporâneas.

A "Academia de Clarice" estará relacionada também à Academia Cultural "Cora Coralina", que completou um ano, em 8 de março de 2008. Essa Academia é um espaço de homenagem à escritora e poetisa Cora Coralina, que está no site dos Grupos Artforum Mundi & Artforum Brasil XXI. Assim, a Academia de Artes e Poéticas "Clarice Lispector" já nasce tendo como referência especial, um espaço literário de homenagem à poetisa brasileira de Goiás, cujo nome era Ana Lins Peixoto Bretas - Cora Coralina, nascida em 1889 e falecida em 1985.
.
Academia de Artes e Poéticas "Clarice Lispector”
“Um espaço não vazio"
.
....A *Academia de Artes e Poéticas "Clarice Lispector", é especial homenagem à escritora Clarice Lispector, nascida em 1920 e falecida em 1977. A literatura brasileira começou a viver uma revolução chamada Clarice Lispector, em sua época. Uma revolução que começou com o seu romance "Perto do Coração Selvagem", e que até hoje respira a alma de Clarice que por sua vez inspira milhares de pessoas nessa contemporaneidade multicultural da primeira década do século XXI.

Estamos a exatos 12 anos do centenário de nascimento de Clarice e de sua poética literária, que continua considerada como única em seu tempo que foi o começo do século passado, quando com apenas 20 anos já manifestava suas posições em sua militância intelectual, sua posição política a favor dos direitos humanos e contra a sociedade machista da época.

A obra literária de Clarice Lispector continua inspirando estudos e teses sobre a alma humana, pois ela escrevia o que sentia, numa literatura existencial, numa prosa poética e urbana cheia de sentimentos intensos...

Clarice nasceu em plena fuga, na Ucrânia. Seus pais eram judeus e fugiam da perseguição religiosa da Rússia. Ela chegou com seus pais ao Brasil aos dois anos. Naturalizou-se brasileira e, com sua inquietude e angústia, transformou a literatura nacional para sempre. Essa é a nossa homenagem à escritora Clarice Lispector e à sua alma que revolucionou nos aspectos da alma e nas reflexões existencialistas.

Em tributo à Clarice Lispector, citaremos, a seguir, todas as obras literárias por gênero e ano.

Obras de Clarice Lispector

-Perto do coração selvagem, romance, 1944.
-O ilustre, romance, 1946.
-A cidade sitiada, romance, 1949.
-Alguns contos, 1952.
-Laços de família, contos, 1960.
-A maçã no escuro, romance, 1961.
-A legião estrangeira, contos e crônicas, 1964.
-A paixão segundo GH., romance, 1964.
-O mistério do coelhinho pensante, infantil, 1967.
-Uma aprendizagem ou O livro dos prazeres, romance, 1969.
-A mulher que matou os peixes, infantil, 1969.
-Felicidade clandestina, contos, 1971.
-A imitação da rosa, contos, 1973.
-Água viva, romance, 1973.
-A via crucis do corpo, contos, 1974.
-A vida íntima de Laura, infantil, 1974.
-Onde estivestes de noite, contos, 1974.
-De corpo inteiro, entrevista, 1975.
-Visão do esplendor, crônicas, 1975.
-A hora da estrela, romance, 1978.
-Para não esquecer, crônicas, 1978.
-Quase de verdade, infantil, 1978.
-Um sopro de vida, prosa, 1978.
-A bela e a fera, contos, 1979.
.
E assim, prestamos nossa simples homenagem à literatura brasileira, através da relação dos 24 livros de Clarice Lispector, cujas informações sobre a sua obra está divulgada em diversos sites e organizações culturais, além das bibliotecas oficiais.Sejam bem-vindos aos roteiros e projetos da Academia de Clarice, onde se reúnem coordenadores desse belo e importante espaço para convidados especiais.
Algumas frases de Clarice são fortes reflexões e profundos questionamento.

"Não sou uma coisa que agradece ter se transformado em outra. Sou uma mulher, sou uma pessoa, sou uma atenção, sou um corpo olhando pela janela. Assim como a chuva nã é grata por não ser uma pedra. Ela é uma chuva, talvez seja isso ao que se poderia chamar de estar vivo. Não mais que isto, mas isto: VIVO. E apenas vivo de uma alegria mansa."

"Sou como você me vê...Posso ser leve como uma brisa, ou forte como uma ventania, depende de quando, e como você me vê passar"!

"Quando fazemos tudo para que nos amem e não conseguimos, resta-nos um último recurso: não fazer mais nada. Por isso, digo, quando não obtivermos o amor, o afeto ou a ternura que havíamos solicitado, melhor será desistirmos e procurar mais adiante os sentimentos que nos negaram. Não fazer esforços inúteis, pois o amor nasce, ou não, espontaneamente, mas nunca por força de imposição. Às vezes, é inútil esforçar-se demais, nada se consegue;outras vezes, nada damos e o amor se rende aos nossos pés. Os sentimentos são sempre uma surpresa. Nunca foram uma caridade mendigada, uma compaixão ou um favor concedido. Quase sempre amamos a quem nos ama mal, e desprezamos quem melhor nos quer. Assim, repito, quando tivermos feito tudo para conseguir um amor, e falhado, resta-nos um só caminho...o de mais nada fazer".

As frases que constituem esta seleção foram retirados dos livros: A Paixão Segundo G.H (Romance) e A Descoberta do Mundo (Crônicas). Elas revelam um pouco o que foi Clarice Lispector intuitiva, analítica, exótica e profundamente preocupada com a existência em todo o seus sentidos.
1. Cada livro meu é uma estréia penosa e feliz.2. Arte não é pureza, é purificação, arte não é liberdade, é libertação.
3. A felicidade também dói.
4. É com um pouco de pudor que sou obrigado a reconhecer que o que mais interessa á mulher é o homem.
5. Eu sempre soube de coisas que nem eu mesma a sei que sei.
6. Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença.
7. O homem é um ser tão estranho a si mesmo que, só por ser inocente, é natural.
8. Quem é Deus? - Todos algumas vezes. Nada, sempre.
9. Escrever é um dos modos de fracassar.
10. A loucura é vizinha da mais cruel sensatez. Engulo a loucura porque ela me alucina calmamente.
11. Só é bom escrever quando ainda não se sabe o que acontecerá.
12. Todo herói é um herói de si mesmo. Quem vence está-se vencendo.
13. Sou forte, mas também destrutiva.
14. Todo prazer intenso toca o limiar da dor.
15. Ser intelectual é usar sobretudo a inteligência, o que eu não faço: uso é a intuição.
16. O que nos salva da solidão é a solidão de cada um dos outros.
17. A criação não é uma compreensão, é um novo mistério.
18. O erro das pessoas inteligentes é tão mais grave: eles têm os argumentos que provam.
19. Somos livres, e este é o inferno.
20. A fé – é saber que se pode ir comer o milagre.
21. A verdade não faz sentido, a grandeza do mundo me encolhe.
22. Tremo de medo e adoração pelo o que existe.
23. Tudo olha para tudo, tudo vive o outro; neste deserto as coisas sabem as coisas.
24. Criar não é imaginação, é comer o grande risco de ter a realidade.
25. Ser é ser além do humano.
26. Sou mais aquilo quem em mim não é.
27. Quando menos sei mais a doçura do abismo é meu destino.
Reflexões de Clarice Lispector
“Sim, minha força está na solidão, não tenho medo de chuvas tempestivas nem das grandes ventanias soltas…pois eu também sou o escuro da noite …”
“Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei.”

“Alivia a minha alma, faze com que eu sinta que Tua mão está dada à minha, faze com que eu sinta que a morte não existe porque na verdade já estamos na eternidade, faze com que eu sinta que amar é não morrer, que a entrega de si mesmo não significa a morte, faze com que eu sinta uma alegria modesta e diária, faze com que eu não Te indague demais, porque a resposta seria tão misteriosa quanto a pergunta, faze com que me lembre de que também não há explicação porque um filho quer o beijo de sua mãe e no entanto ele quer e no entanto o beijo é perfeito, faze com que eu receba o mundo sem receio, pois para esse mundo incompreensível eu fui criada e eu mesma também incompreensível, então é que há uma conexão entre esse mistério do mundo e o nosso, mas essa conexão não é clara para nós enquanto quisermos entendê-la, abençoa-me para eu viva com alegria o pão que eu como, o sono que durmo, faze com que eu tenha caridade por mim mesma, pois senão não poderei sentir que Deus me amou, faze com que eu perca o pudor de desejar que na hora de minha morte haja uma mão humana amada para apertar a minha, amém.”

“Eu, alquimista de mim mesmo. Sou um homem que se devora? Não, é que vivo em eterna mutação, com novas adaptações a meu renovado viver e nunca chego ao fim de cada um dos meus modos de existir. Vivo de esboços não acabados e vacilantes. Mas equilibro-me como posso entre mim e eu, entre mim e os homens, entre mim e o Deus.”

“Os desejos são fantasmas que se diluem mal se acende a lâmpada do bom senso” . “… se deve viver apesar de. Apesar de, se deve comer. Apesar de, se deve amar. Apesar de, se deve morrer. Inclusive muitas vezes é o próprio apesar de que nos empurra para a frente…”

“Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é passível de fazer sentido. Eu não: quero uma verdade inventada.”

“Mas há a vida que é para ser intensamente vivida, há o amor. Que tem que ser vivido até a última gota.”
Essa página é uma spintese do nosso tributo à inteligência e sensibilidade de Clarice, que não será esquecida do panorama cultural e intelectual brasileiro porque já foi consagrada em sua imortalidade, infinitude e perenidade na cultura cultura brasileira.

Desejamos boas-vindas aos futuros sócios - fundadores
convidados para a Academia de Artes e Poéticas Clarice LispectoR.

Saudações cordiais,
Ana Felix Garjan
Idealuzadora da Academia de Artes e Poéticas "Clarice Lispector".
Grupos Artforum Brasil UNIFUTURO
.Artforum Renaissance Vie Universelle
Grupos Artforum Mundi Planet & Artforum Brasil XXI
http://www.cidadeartesdomundo.com.br/
.
http://www.artforumunifuturobrasil.org/
.
http://forumdemulheresdofuturo.zip.net/
..................................................................................

Um comentário:

Maria de Fátima disse...

Esse site representa uma criação muito avançada no sentido ético e estético.
As imagens utilizadas expressam um olhar refinado.
Será muito interessante dialogar com organizações tão preocupadas com a construção de um Novo Mundo Melhor.
Precisamos mesmo nos tornar mensageiros de um futuro diferente: mais justo e mais humanizado.

Mirabilis

Mirabilis
Artforum Brasil XXI

Academia de Artes e Poéticas "Clarice Lispector"

Planeta, maio de 2008 -Academia de Artes e Poéticas "Clarice Lispector" - "Um espaço não vazio"....

A Academia de Artes e Poéticas "Clarice Lispector", é especial homenagem à escritora Clarice Lispector, nascida em 1920 e falecida em 1977. A literatura brasileira começou a viver uma revolução chamada Clarice Lispector, em sua época. Uma revolução que começou com o seu romance "Perto do Coração Selvagem", e que até hoje respira a alma de Clarice, que por sua vez inspira milhares de pessoas.

Estamos a exatos 12 anos do centenário de nascimento de Clarice e sua poética literária, que continua considerada como única em seu tempo (começo do século XX, quando com apenas 20 anos já manifestava suas posições e militância intelectual a favor da liberdade, dos direitos humanos, e contra a sociedade machista da época.

A obra literária de Clarice Lispector continua inspirando os estudos e teses sobre a alma humana, pois ela escrevia o que sentia, numa literatura existencial, numa prosa poética e urbana cheia de sentimentos intensos.

Clarice nasceu em plena fuga, na Ucrânia. Seus pais eram judeus e fugiam da perseguição religiosa da Rússia. Ela chegou com seus pais ao Brasil aos dois anos. Naturalizou-se brasileira e, com sua inquietude e angústia, transformou a literatura nacional para sempre.

Academia de Artes e Poéticas Clarice Lispector

Academia de Artes e Poéticas Clarice Lispector
Este espaço é a Primeira Academia Virtual em homenagem à pensadora, escritora e poeta que muito contribuiu com a história da literatura brasileira. Este espaço foi iniciado em maio de 2008, para homenagear a memória da escritora Clarice Lispector, bem como de outros autores e metres da literatura brasileira e internacional.

Este espaço cultural, poético e literário foi aberto em maio de 2008, como proposta apresentada no Fórum Internacional de Mulheres do Futuro pela Paz do Planeta.

Brasil, maio de 2008
Grupos ArtForum Brasil XXI
Projeto Universidade Planetária do Futuro
*

Fórum Internacional de Mulheres do Futuro pela Paz.

*

"Vamos Salvar A terra"
Vídeo by Ana Garjan & Luuh Designer

http://br.youtube.com/watch?v=lxAAWGKJpFU