Clarice Lispector

Clarice Lispector

Seguidores

sábado, 18 de dezembro de 2010

A FORÇA DA ARTE



"Que a força da Arte nos liberte e enalteça!
Que o amor propague o amor, e seja fecundo."


(Staëll Di Lukka)


Sempre que penso na Arte, e em todas as atividades criativas e artísticas, surge-me a idéia de que este "fazer" tem uma potência benigna e transformadora indubitável e inimaginável!... Alegro-me ao pensar que a Arte, em suas múltiplas formas e variações, pode ajudar o ser humano a ser mais feliz, a libertar-se de seus medos, dores e angústias, a encontrar sempre novos caminhos e modos de reinventar a própria existência, experiência e história.

Criar algum tipo de arte faz parte da vida humana de todos os tempos e lugares, e esta prática tem sido sempre benéfica e importante, vital, para a sobrevivência de nossa sensibilidade, para o reencontro constante da alegria, do calor e da cor, do movimento e da liberdade! Criamos quando pensamos, quando falamos, quando nos arriscamos a concretizar sonhos e projetos... e fazemos arte também da própria vida, quando nos permitimos praticar a reinvenção infinda de si e de nosso desejo, de nossas energias, do nosso sentir e pensar, de nossa trajetória...

Literatura, pintura, dança, música, poesia... tantas formas de traduzir o amor à Vida, o anseio pelo Bem, o desejo de harmonia!... Que cada dia e cada hora sejam para nós oportunidades de fazer Arte, de amar e aprender, de buscar dentro e fora de nós a potência criativa, a força e coragem que nos impelem à incessante descoberta da ternura, da fraternidade, das singularidades que nos tornam únicos e preciosos, apesar de nossa pequenez e fragilidade.

Clarice Lispector escreveu sobre a necessidade e possibilidade de descobrirmos o "extraordinário" escondido nas frestas e dobras do cotidiano banal. Ela, como outros artistas e visionários, como outras almas amantes da Vida e da Arte, percebeu que o milagre existe e acontece todos os dias, em cada instante-já, em cada inspiração e expiração, em cada movimento, matiz e pulsação. O milagre acontece o tempo todo, quando existe amor e sensibilidade, candura e compaixão, esperança. Existe quando acreditamos!

Que a vida de cada um/a de nós que participamos deste grupo e trabalho, seja pois um instrumento de propagação e semeadura desta potência: que saibamos descobrir e partilhar a força da Arte e da afeição, e viver o milagre do amor, em todos os dias e estações, sejam quais forem as marés, os tons, os medos ou desejos de cada ser, criativo e pulsante, que sonha e respira sobre este planeta. Que as partículas, frações ou parcelas de amor e arte, luz e alegria, paz e prazer, que cada um puder produzir e propagar, mantenham o universo equilibrado, vivo, cintilante!

Grata pelo convite, pelas palavras, pela amizade, querida Ana Felix Garjan.
Aproveito para desejar Boas Festas, para ti, teus familiares e amigos, e também para as demais pessoas queridas que participam deste espaço poético-criativo. Meus votos de que o Ano Novo seja um tempo de belas e luminosas semeaduras! Beijos e abraços alados para todas/os.

(Ana Luisa Kaminski)

8 comentários:

Carmen Garrez disse...

Querida Ana Luisa, teu ser amante das artes sempre planta sementes do bem , de crença no milagre, na arte e na VIDA !
Desejo que nasçam multicoloridas flores dessas sementes e que teu caminho seja sempre de luz e paz.
Belo texto !...parabéns !
Um Felizzz e amoroso Natal para todos.

M.PAUMARCH disse...

Anna, he llegit el teu text. Està ple de delicadesa, llum i bondat. Estic d'acord en què l'art hauria de despertar la sensibilitat de la gent i l'amor entre tots nosaltres (tant de bo!" Quem me dera!"), però jo dubto bastant, en general, d'aquesta sensibilitat que tu suposes en tots els éssers humans. Fixa't que no he dit persones, sinó "éssers humans". Per a mi, la paraula "persona" és un títol gairebé nobiliari que s'ha de guanyar cadascú amb el seu esforç i la seva evolució espiritual. Jo no sóc cristià, tot i que conec el cristianisme molt a fons, de manera que, a grans trets, puc fer distincions de qualitats humanes i crec que sé (de fet en sabem tots) veure on és l'àngel, on és el dimoni i on és el mediocre, qui en realitat treballa per al diable sense ser-ne conscient. He conegut àngels i he conegut molts més mediocres i, naturalment, diables. Bàsicament, aquests diables romanen enmig en l'espècie humana, i la seva característica principal és la hipocresia. I no em refereixo als dimonis bíblics, per descomptat. No crec en faules bíbliques, precisament perquè he conegut molt bé la bíblia, és clar. Però tot això no és culpa nostra. No vull jutjar ningú, qui ho vulgui que segueixi la llum, i que cadascú faci el que li sembli millor, però tampoc no vull que em jutgin. Espero que m'entenguis i que l'art i la literatura comencin a despertar ben aviat les persones-llum, aquesta mena d'alquimistes dels nostres temps, qui, com deien Pauvels i Bergier en "El Retorn dels Bruixots", il·luminen el camí. D'altra manera la humanitat camina cap a la foscor i seva pròpia destrucció.
Una gran abraçada, dona sensible.

Salvador.

XadrezValle disse...

Ana Luisa,
Há muito acompanho suas publicações de fotos de quadros, frases, citações, etc...no Orkut, Facebook e outros...o que vc escreve é exatamente o que vc passa.
Sinto você como uma grande amante da arte e da vida!
Sou seu fã e também de seus mundos azuis e mágicos!
Um grande abraço,
Adriano Valle

Iván Quezada disse...

Una bella e idealista presentación. Revela un espíritu eternamente optimista y adolescente a la vez, es decir, con un dolor en el fondo ante la realidad que a menudo desmiente al Arte. Deseo para ti, Ana Luisa, que la belleza sea el espejo de tu alma "cintilante como a lua através da janela". Amor para você.

Analuka disse...

Querida Carmen! Tu és uma presença sempre doce, e deixas rastros de tua alma pura e luminosa. Beijos e flores para ti, amiga. Amigo Salvador, M. Paumarch, penso que, independente de nossos credos ou diferenças, o importante é perceber a potência transformadora da arte, nesta peculiaridade de renovação, transmutação, reinvenções! Se a arte puder despertar nos seres, angelicais ou endiabrados (e me parece que humanos são sempre ambivalentes!) alguma ternura, compaixão, sensibilidade, já estará valendo a pena... Caro Adriano, agradeço pelas palavras gentis e espero que possamos continuar partilhando energias, esperanças e palavras!... Querido amigo Iván, tua presença carinhosa tem sido benigna, e me traz alegria, ao coração "sonhador e idealista". Por mais que perceba e constate a dureza da "realidade" que teima em desconstruir sonhos ou utopias, sigo acreditando na potência da Arte... pois, caso não acreditasse, seria preferível deixar de pintar, de acreditar, de viver, de amar, de voar, navegar...

Agradeço a todos pela presença e afeição. Sigamos criando nossas asas e mundos singulares e múltiplos!

Rita Rosa disse...

Concordo como tudo o q vc disse Ana e acrescento: a arte é a linguagem com a qual os homens se comunicam com Deus!
bjs aquarelados

Rita Rosa disse...

Concordo como tudo o q vc disse Ana e acrescento: a arte é a linguagem com a qual os homens se comunicam com Deus!
bjs aquarelados

Analuka disse...

Grata pela delicadeza, querida Rita Rosa! Sim, também acredito que a arte, de algum modo, nos liga ao "divino", à fonte do Amor , da Luz, do Amor, da alegria... Beijos alados!

Mirabilis

Mirabilis
Artforum Brasil XXI

Academia de Artes e Poéticas "Clarice Lispector"

Planeta, maio de 2008 -Academia de Artes e Poéticas "Clarice Lispector" - "Um espaço não vazio"....

A Academia de Artes e Poéticas "Clarice Lispector", é especial homenagem à escritora Clarice Lispector, nascida em 1920 e falecida em 1977. A literatura brasileira começou a viver uma revolução chamada Clarice Lispector, em sua época. Uma revolução que começou com o seu romance "Perto do Coração Selvagem", e que até hoje respira a alma de Clarice, que por sua vez inspira milhares de pessoas.

Estamos a exatos 12 anos do centenário de nascimento de Clarice e sua poética literária, que continua considerada como única em seu tempo (começo do século XX, quando com apenas 20 anos já manifestava suas posições e militância intelectual a favor da liberdade, dos direitos humanos, e contra a sociedade machista da época.

A obra literária de Clarice Lispector continua inspirando os estudos e teses sobre a alma humana, pois ela escrevia o que sentia, numa literatura existencial, numa prosa poética e urbana cheia de sentimentos intensos.

Clarice nasceu em plena fuga, na Ucrânia. Seus pais eram judeus e fugiam da perseguição religiosa da Rússia. Ela chegou com seus pais ao Brasil aos dois anos. Naturalizou-se brasileira e, com sua inquietude e angústia, transformou a literatura nacional para sempre.

Academia de Artes e Poéticas Clarice Lispector

Academia de Artes e Poéticas Clarice Lispector
Este espaço é a Primeira Academia Virtual em homenagem à pensadora, escritora e poeta que muito contribuiu com a história da literatura brasileira. Este espaço foi iniciado em maio de 2008, para homenagear a memória da escritora Clarice Lispector, bem como de outros autores e metres da literatura brasileira e internacional.

Este espaço cultural, poético e literário foi aberto em maio de 2008, como proposta apresentada no Fórum Internacional de Mulheres do Futuro pela Paz do Planeta.

Brasil, maio de 2008
Grupos ArtForum Brasil XXI
Projeto Universidade Planetária do Futuro
*

Fórum Internacional de Mulheres do Futuro pela Paz.

*

"Vamos Salvar A terra"
Vídeo by Ana Garjan & Luuh Designer

http://br.youtube.com/watch?v=lxAAWGKJpFU